quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

"Para quem gosta de rótulos e escolas, eu me defino: sou um pintor pós-moderno. É isso: Pós-Modernismo é a escola contemporânea em que me insiro". GF


Alma Welt (peregrinação à árvore sagrada)- óleo s/ tela de grande formato (150x150cm), iniciada em 1°de Dezembro de 2009 e terminada no dia 31 à meia noite (!!)

Pintei esta tela para ilustrar este soneto inédito da Alma Welt que a sua irmã Lucia descobriu recentemente na Arca da Alma e me enviou:


Peregrinação à Árvore Sagrada (de Alma Welt)

Eu que venho do plano da coxilha
À colina junto ao mar peregrinei
E emocionada então me prosternei
Como pródiga e reverente filha

Diante da sacra Árvore da Vida
Que ali frente ao azul Mediterrâneo
Permanece desde o tempo do Druida
E invisível ao olhar contemporâneo.

Então em minha pira os votos ardo
Com o mate que pra fumigar abafo
Grata à minha Musa e ao meu Bardo*

Pois receber um soneto cada dia
Não é pouco privilégio a cortesia
De Ossian e da divina abelha Safo.*

(sem data)

4 comentários:

  1. Belíssimos, Guilherme, poema e tela. Aliás, tua pintura e os textos de Alma, formam sempre um conjunto perfeito, de rara beleza. abço.

    ResponderExcluir